Promotores cobram medidas para reforma da Casa de Acolhida Cidadã de Goiânia

O promotor de Justiça Marcus Antônio Ferreira Alves e a coordenadora do Centro de Apoio Operacional dos Direitos Humanos do Ministério Público de Goiás, Patrícia Otoni, promoveram reunião, na última semana, com representantes do Município de Goiânia sobre as providências que estão sendo tomadas para a melhoria necessária da infraestrutura da Casa de Acolhida Cidadã (CAC).

No encontro, o secretário municipal de Assistência Social, Robson Paixão de Azevedo, esclareceu que está sendo feita uma parceria com a Secretaria Municipal de Infraestrutura, tendo em vista a urgência na realização das obras. Ele acrescentou que o material para a obra já está todo empenhado e, em até 15 dias, será entregue à Seinfra para início da reforma. Em relação às câmeras de monitoramento das áreas comuns da CAC, ele adiantou que estão em procedimento licitatório na Secretaria Municipal de Administração, não havendo informações quanto ao prazo para término.

No entanto, o MP alertou que as câmeras deverão ser colocadas em lugares de alto risco de vandalismo, sendo necessário, portanto, que sejam adotados mecanismos de proteção dos equipamentos. Sobre esta requisição, a Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos informou que já realizou a inspeção no local e está atenta à segurança dos equipamentos, para evitar depredação, assim como a proteção nas lâmpadas. Em relação à segurança do local, será agendada reunião específica para verificação e criação de fluxos, principalmente em parceria com a Polícia Civil.

Publicidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *