Concurso da campanha #NãoÉVantagem será lançado para escolas particulares de Goiânia nesta quinta-feira

O Ministério Público de Goiás e o Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino de Goiânia (Sepe) farão nesta quinta-feira (31/1) o lançamento do concurso da campanha #NãoÉVantagem para as escolas da rede privada de ensino da capital. O lançamento integrará a pauta de uma reunião extraordinária do Conselho Estadual de Educação, a ser realizada às 9 horas, no edifício-sede do MP-GO (sala 201), em Goiânia.

A ideia do concurso é levar ao ambiente escolar reflexões sobre as formas de prevenção e combate aos atos de corrupção e difundir os conceitos de ética e honestidade. A proposta é que os estudantes participem desse debate por meio da realização de vídeos, que concorrerão à premiação prevista no edital, a ser detalhado no evento do dia 31. Pelo previsto no documento, o concurso terá sete categorias premiadas, entre as séries da segunda fase do ensino fundamental e as do ensino médio. Assim, poderão participar do certamente alunos entre o 6º e o 9º ano do ensino fundamental e do 1º ao 3º ano do ensino médio.

Idealizadora e incentivadora da campanha, a coordenadora do Centro de Apoio Operacional da Educação do MP, Liana Antunes Tormin, explica que a organização e os custos do concurso ficarão por conta do Sepe, inclusive a premiação. O MP-GO será parceiro e dará apoio operacional, com a cessão, por exemplo, das artes da campanha.

A campanha 
A campanha #NãoÉVantagem foi lançada pelo CAO Educação no ano passado, como quarta etapa do projeto MP Amigo, que visa aproximar o Ministério Público da comunidade escolar e promover o debate sobre a melhoria da educação oferecida nas redes de ensino. As demais etapas envolveram as campanhas Paz na Escola – Eu Curto, Bullying – Não Fique Calado! e Escola é Lugar de Ser Feliz!

A proposta de trabalho do projeto foi que as promotorias de justiça, com apoio do CAO Educação, aderissem à iniciativa e realizassem concursos em suas comarcas para premiar os estudantes das redes públicas de ensino (estadual e municipal) que apresentassem os melhores vídeos sobre prevenção e combate aos atos de corrupção e de incentivo a condutas éticas no ambiente escolar. A ideia foi que, a partir do certame, as crianças e jovens debatessem o “jeitinho brasileiro”, os princípios e valores que regulam a convivência ética, sobretudo na escola.

Diante do incentivo do projeto, promotorias de nove comarcas aderiram: Piranhas, Orizona, Cromínia, Posse, Rio Verde, Inhumas, Mozarlândia, Vianópolis e São Luís de Montes Belos. A primeira a concluir o concurso foi Piranhas, com a entrega da premiação no final de 2018. Em Mozarlândia, o certame está em sua fase final. As demais comarcas estão dando andamento às etapas do concurso. (Texto: Ana Cristina Arruda/Assessoria de Comunicação Social do MP-GO – Arte: Ascom)

Publicidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *