Prefeitura e UFG treinam voluntários para acompanhar Censo da População de Rua

A Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Políticas Afirmativas (SMDHPA), e a Universidade Federal de Goiás (UFG) entregaram nesta quarta-feira (25/9) os certificados de conclusão do curso de capacitação do Pop Rua 2019. Ao todo, 40 pessoas estão aptas para acompanhar e ajudar na execução do 2º Censo da População em Situação de Rua e o 1º Censo dos Trabalhadores de Rua. As aulas foram realizadas pelo Núcleo de Estudos Sobre Criminalidade e Violência (Necrivi), da Faculdade de Ciências Sociais da UFG. Durante sete dias voluntários de diversas instituições e segmentos da sociedade receberam orientações sobre como proceder. O próximo passo, segundo o coordenador da pesquisa, Dijaci David de Oliveira, será de ajustamentos internos para, em seguida, iniciar os estudos em campo. A previsão é que até o início de novembro toda a pesquisa esteja finalizada. O secretário de Direitos Humanos da capital, Filemon Pereira, destacou a importância da pesquisa que, segundo ele, será o início de um importante projeto de políticas públicas voltados para a população em situação de rua. “Nós, como Poder Público, estamos conscientes em relação ao tamanho da demanda, e estamos ansiosos com o resultado que nos dará maior previsibilidade na condução dos projetos”, afirma. Para o voluntário e psicólogo Murilo Machado, o treinamento foi um aprendizado na sua profissão, que lida diariamente com demandas similares. “Infelizmente é um problema que está aí pra todo mundo ver. Com essa pesquisa mais aprofundada vamos ter mecanismos mais concretos para ajudar essa parte da sociedade que merece uma atenção especial”, afirma. Participaram também do evento, o presidente da Federação dos Peritos e Identificação da Polícia Civil, Antônio Maciel Aguiar Filho e representantes da Rádio Universitária, que cederam o espaço para solenidade. CensoO 2º Censo da População em Situação de Rua e o 1º Censo dos Trabalhadores de Rua é uma iniciativa da Prefeitura de Goiânia, em convênio firmado com a UFG, e busca conhecer o perfil das pessoas que vivem e trabalham na rua. Após o levantamento, a gestão municipal e outras instituições vão desenvolver um novo projeto de políticas públicas para reinserção social.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *