Seleção estréia com empate e não convence torcida brasileira

Um conjunto de ações equivocadas prejudicou a equipe na estreia da Copa Do Mundo no último domingo. A seleção foi superior durante cerca de 30 minutos, talvez por um excesso de confiança de um time que sofreu pouquíssimos gols e sabe desgastar o rival. Único jogador a ter mudado seu posicionamento recentemente, Coutinho foi novamente o melhor em campo. Mas não conseguiu compensar a má jornada individual de seus companheiros, William e Gabriel Jesus que erraram além da conta. Neymar não jogou mal, mas nitidamente lhe faltou condições físicas e consequentemente, desenvoltura técnica para executar as ações que tentou. Entender os limites do seu corpo e adaptar seu jogo a eles poderá ser fundamental ao craque. Quanto mais extenuado, mais Neymar tenta resolver com individualidade, não é adequado. O Brasil precisa manter exatamente tudo o que foi planejado ao longo dos últimos meses e Tite não deve se fechar a possíveis mudanças. Até porque elas são comuns durante a Copa do Mundo. Empatar com a Suíça não é condenável, mas na estreia o resultado foi até melhor que o desempenho. Para o lateral e capitão Marcelo, o árbitro também errou ao validar o gol de empate da Suíça.
” Não vou ficar falando sobre o juíz, mas a jogada no Miranda, ele, falou que estavam checando lá, apareceu no telão o empurrão. Ele não quis olhar para o telão. Não é desculpa, acontece. Se estão checando para ele, deveria ter visto no telão, mas não é desculpa pelo empate.”
Pela primeira vez desde 1978, a seleção brasileira não estreava em Copa do Mundo com outro resultado que não fosse a vitória.
A seleção reclamou muito de do empurrão do Suíço Zuber em Miranda, porém a FIFA avaliou positivamente a arbitragem do mexicano César Ramos na estreia do Brasil na Copa.
O jogo ainda reservou outra polêmica, aos 29 minutos do segundo tempo, quando Gabriel Jesus teria sido agarrado dentro da área e o juiz deixou o jogo seguir.
Após o jogo, o técnico Tite disse que o possível pênalti até cabe interpretação, mas não poupou críticas ao lance em cima de Miranda. Para ele, o empurrão foi muito claro.

Informações: Cleidynha Serafim – A garota do esporte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *