Governador lança “Mais Turismo 2020” com investimento de R$ 30 milhões

Alavancar o desenvolvimento em 10 regiões turísticas de Goiás e seus 79 municípios integrantes do Mapa do Turismo Brasileiro por meio de ações efetivas e investimentos, que devem ter início ainda neste semestre. Estes foram os objetivos definidos pelo governador Ronaldo Caiado e pelo presidente da Goiás Turismo, Fabrício Amaral, durante o lançamento, nesta terça-feira (10/3), do Programa Mais Turismo 2020, em solenidade no auditório Mauro Borges, do Palácio Pedro Ludovico Teixeira, com a presença da primeira-dama e presidente do Grupo Técnico Social de Goiás, Gracinha Caiado.

“Acredito que o Turismo, quando bem alavancado e organizado, é uma das fontes de melhor arrecadação para todo o município. De poder fazer chegar investimento na região, como também renda per capita, e de enfrentamento às desigualdades regionais”, assinalou Caiado.

Ao todo, o investimento de R$ 30 milhões para 2020 viabilizará 16 iniciativas turísticas. “Queremos estimular o sentimento de pertencimento nos goianos em relação ao seu Estado”, afirmou Fabrício Amaral. Entre as ações, está a participação do Cred Turismo, em parceria com a GoiásFomento, que ofertará linhas de crédito com juros mais baixos para mais de 70 municípios, e empréstimos de até R$ 400 mil para empresas e pessoas físicas.

Outras propostas contam ainda com parceria do Ministério Público do Trabalho e Sebrae-GO para a inserção de pessoas em situação de vulnerabilidade social no mercado de trabalho e a capacitação de pessoas para a realização dos projetos: Rotas Gastronômicas, Prêmio Estadual de Turismo; estudo de viabilidade do Trem Turístico; Rotas das Cavalhadas; Concurso Fotográfico e de Jornalismo; Expedição Sertões e fortalecimento do Observatório do Turismo de Goiás.

Os recursos utilizados no programa também são oriundos de emendas parlamentares e Ministério do Turismo, que serão destinados ao Caminho de Cora Coralina; promoção do Turismo; encontros regionais de qualificação e Temporada Férias Araguaia.

Emprego e renda

Prefeito de um dos principais pontos turísticos do Estado, João do Léo, de Pirenópolis, avaliou a iniciativa como um momento significativo para o rincão do Estado, especialmente para a segunda cidade mais bem visitada em Goiás. “Estamos aqui para receber de mãos abertas tudo o que o governador tem feito para alavancar o Turismo, gerando emprego e renda”, arrematou. Já o presidente da Federação Goiana dos Municípios, Haroldo Naves, destacou que Caiado é o único governador que tem um programa específico de combate às desigualdades regionais, e o Turismo é uma das principais ferramentas. “Todos os municípios goianos têm potencial turístico, especialmente com apoio da mão amiga do Governo, da Goiás Turismo e de todos os órgãos aqui vinculados, além da boa vontade do nosso governador Ronaldo.”

“Todos os esforços do Governo de Goiás têm se convergido para promover a regionalização do desenvolvimento”, ponderou o secretário de Estado de Indústria, Comércio e Serviços (SIC), Wilder Morais. Para além da industrialização, que ganhou fôlego com assinatura de 112 convênios para instalação de novos negócios em 44 municípios, o Turismo desponta, segundo afirmou, “como uma nova fonte” e alinhado às vocações particulares de cada cidade. Também elogiou o trabalho conduzido por Fabrício Amaral à frente da Goiás Turismo. “Vamos aumentar cada vez mais o desenvolvimento do Estado, pondo em prática aquela premissa de que a criação de emprego e renda é a maior ação social do Governo de Goiás, do programa do nosso governador Ronaldo Caiado.”

Linhas de crédito

A GoiásFomento é uma das 10 instituições financeiras credenciadas pelo Ministério do Turismo para operacionalizar as linhas de crédito do Fungetur, em parceria com a Goiás Turismo, seguindo a política nacional de regionalização do turismo. Serão disponibilizadas três linhas de crédito às micro e pequenas empresas do setor turístico, com empréstimos de R$ 21 mil até R$ 400 mil, para o financiamento de obras civis, ampliação, modernização e reforma de empreendimentos, bem como a aquisição de máquinas e equipamentos e capital de giro nos projetos Caminho de Cora Coralina, Caminho dos Veadeiros, Projetos de Acampamento do Rio Araguaia e Circuito Goiano de Gastronomia. Ao todo, a agência já tem em caixa R$ 15 milhões para este fim.

“A GoiásFomento é parceira no programa Mais Turismo 2020 na oferta do crédito com juros mais baixos do que a média do mercado para o pequeno empreendedor. Qualquer empresa que esteja cadastrada no Cadastur e que faça parte do circuito turístico poderá ter acesso às nossas linhas de crédito”, detalhou o presidente Rivael Aguiar.  Pela linha de crédito “Turismo Capital Fixo”, o juros serão de 6% ao ano + INPC, com prazos de até 120 meses, com até 24 meses de carência. Para projetos de acampamentos do Rio Araguaia e Circuito Goiano de Gastronomia, o financiamento pode ser de até 180 meses, com até 36 meses de carência para os projetos; para empreendimentos nos Caminhos de Cora Coralina e Caminhos dos Veadeiros, prazo de até 240 meses, com até 48 meses de carência.

Pela “Turismo Aquisição de bens”, os juros são de 5% ao ano + INPC, com prazo de até 60 meses, com até 12 meses de carência. Poderá financiar capital de giro associado aos investimentos em até 30% do valor financiável. A participação nos projetos Caminhos de Cora Coralina, Caminhos dos Veadeiros, Projetos Acampamentos do Rio Araguaia e Circuito Goiano de Gastronomia será de até 100%. Enquanto que a linha “Turismo Giro Puro” terá juros de 7% ao ano + INPC e prazo para pagamento de até 36 meses, com até seis meses de carência, sendo que para empreendimentos localizados nos Caminhos de Cora Coralina e Caminhos dos Veadeiros, e para projetos caracterizados como Acampamentos do Rio Araguaia e Circuito Goiano de Gastronomia, o prazo pode se estender até 48 meses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *