MP e Secretarias Estadual e Municipal de Saúde de Goiânia reforçam mobilização contra dengue

O Ministério Público de Goiás está empenhado em esclarecer a população sobre os riscos causados pelo mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e febre chikungunya. Em reunião realizada nesta segunda-feira (10/12), membros do MP-GO discutiram com representantes das Secretarias Municipal e Estadual de Saúde ações que possam sensibilizar a população no combate ao transmissor, tendo em vista que já existe situação de alerta de epidemia para o início de 2019.

Conforme apontado pelo promotor Marcus Antônio Ferreira Alves, da 53ª Promotoria de Justiça de Goiânia, está sendo constatada baixa adesão pela população nas ações de prevenção, mesmo havendo altos índices de infestação. Aliado a isso, a situação climática é totalmente propícia ao desenvolvimento de uma epidemia de grandes proporções. Desse modo, uma das deliberações do encontro foi o agendamento de uma audiência com a Secretaria Municipal de Saúde, para que seja apresentado o Plano de Contingência Municipal, de forma a antecipar-se na defesa da população, em caso de epidemia.

Por solicitação do promotor Marcus, a coordenadora do Centro de Apoio Operacional da Educação do MP-GO, Liana Antunes Vieira Tormin, participou da reunião, com a intenção de contribuir no auxílio de ações de mobilização junto a entidades de educação do município. Segundo apontado, atualmente, 100% dos casos com identificação dos vírus foram detectados apenas do tipo 2, que é considerado o mais virulento dos quatro tipos. Assim, as Vigilância Sanitárias fazem um alerta especial quanto ao perigo da circulação exclusiva do tipo 2 nas crianças. Desse modo, foi definido que as entidades de educação do município serão chamadas para viabilizar a mobilização, bem como execução do Programa Saúde na Escola.

Por fim, foi definido, como medida para minimização da epidemia, o uso de todas ferramentas disponíveis para controle e prevenção, inclusive a utilização das unidades de aplicação de inseticida pelo método de ultrabaixo volume (UVB), o conhecido carro fumacê. (Cristina Rosa / Assessoria de Comunicação Social do MP-GO) 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *