Produção de hidrogênio pode se tornar mais barata com uso de ferrugem

Gás deve ser um dos combustíveis do futuro, já que é uma fonte de energia renovável, inesgotável e não poluente

Ao lado da eletricidade, o hidrogênio é o futuro dos combustíveis para um planeta com menos emissões de poluentes. Infelizmente, seu processo de produção é complicado e custa muito caro ainda, mas uma nova fórmula pode virar esse jogo.

Em geral, o hidrogênio é produzido por meio de catalisadores de titânio, que desperdiçam muita energia no processo que visa separar os átomos do combustível de outras moléculas para evitar explosões catastróficas. A energia utilizada nessa etapa é tão grande que acaba tornando o resultado inviável.

Ao pensar nisso, cientistas da Universidade de Tóquio, no Japão, desenvolveram uma fórmula que, além de baratear a produção, facilita o processo de separação. Com a luz de uma lâmpada de mercúrio-xenônio, um tipo específico de ferrugem (α-FeOOH) e uma solução que mistura água e metanol, é possível produzir 25 vezes mais hidrogênio que os métodos comuns.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *